top of page

O LIVRO DE ELI.

Atualizado: 24 de fev. de 2022


JOSUÉ 1:8 – “Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido”.

Depois da morte de Moisés, Deus incumbiu Josué com a missão de conduzir o povo para entrar na terra prometida. Para que fosse bem sucedido Deus o instrui a meditar no Livro da Lei e viver conforme tudo que estava escrito. O filme “O livro de Eli” apresenta um mundo pós-apocalíptico destruído por uma guerra nuclear onde há grande escassez de água e as cidades estão totalmente destruídas. O personagem principal, chamado Eli é cego, cuja interpretação é feita pelo ator Denzel Washington, que na vida real vai à Igreja de Deus em Cristo. Seu personagem tem a responsabilidade de guardar e levar a um lugar seguro o último exemplar da Bíblia. Durante a sua missão ele ruma para o oeste e tem que enfrentar a violência de gangues, sua arma de defesa é uma espada. Ele chega num vilarejo, comandado por um homem chamado Comegie (Gary Oldman), obsecado por achar um livro, na sua visão quem o possuir terá o poder de governar as cidades, pois o conhecimento que está escrito nele será capaz de dominar as pessoas. Ao saber que Eli possui um exemplar do livro, Comegie inicia uma perseguição até conseguir cumprir seu objetivo. Mesmo após perder o livro Eli continua seu caminho. Ele havia decorado cada frase do livro, que na verdade era uma Bíblia. Em determinado momento se questiona: “Por anos eu estive carregando e lendo todos os dias. Estava tão preocupado em mantê-lo a salvo que me esqueci de viver pelo que aprendi com ele”. Finalmente ele consegue chegar ao seu destino à ilha de Alcatraz onde existe uma enorme biblioteca com milhares de livros. Eli dita toda a Bíblia para ser novamente publicada e, sua última frase é uma citação do apóstolo Paulo: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé” (2 Tm4:7).

A primeira grande tradução da Bíblia foi do hebraico para o grego. O livro de Daniel contêm revelações proféticas relacionadas a grandes impérios que surgiram ou dominaram o oriente. Uma das profecias está relacionada à ascensão e queda do império Grego Macedônio comandado por Alexandre “O grande”. Séculos depois do livro de Daniel ser escrito os gregos tiveram acesso ao livro. Naquele período eles dominavam grande parte do mundo e, a maioria dos judeus que estavam fora de Israel vivia na cidade de Alexandria no Egito. Os gregos escolheram seis anciões de cada uma das doze tribos de Israel num total de setenta e dois, para traduzir a Bíblia hebraica para o grego, por causa do número de tradutores a versão ficou conhecida como septuaginta. Em Alexandria existia a maior biblioteca do mundo onde foi guardado o primeiro exemplar da septuaginta. Apesar do império grego-macedônio fazer parte das profecias, ele nunca adotou os ensinamentos contidos nas escrituras hebraicas.

As escrituras bíblicas possuem ensinamentos que podem transformar vidas. Quando usados com sabedoria estes ensinamentos são úteis: “Toda a Escritura é inspirada por Deus e proveitosa para ministrar a verdade, para repreender o mal, para corrigir os erros e para ensinar a maneira certa de viver;” (2 Tm 3:16). Por seu poder a Bíblia também pode ser usada para manipular a fé e aprisionar as pessoas. O apóstolo Paulo orienta o jovem Timóteo a permanecer firme naquilo que ele havia aprendido. Não devemos decorar as páginas dos livros bíblicos, mas guardar os ensinamentos contidos em nosso coração e viver de acordo com o que temos aprendido, com a ajuda de pessoas bem instruídas e o discernimento do Espírito Santo.


Márcio J. Fostino.


Clique e saiba mais em :


Para adquirir o livro NAS MÃOS DE DEUS, clique no link abaixo:





1.560 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
bottom of page